A Orionópolis Catarinense nasceu por iniciativa de leigos atuantes e da Congregação da Pequena Obra da Divina Providência de Dom Orione, na Paróquia São João Batista e Santa Luzia, em Florianópolis, Santa Catarina. É uma instituição religiosa fundada em 26 de outubro de 1987. O nome é uma homenagem ao fundador da Congregação, São Luís Orione, o Santo da Caridade.

Inicialmente acolheu crianças de rua no Projeto Turminha e, posteriormente, o primeiro casal, Senhor Álvaro e Senhora Irene Martins.

Após grande procura por um terreno adequado para a implantação definitiva da instituição, a Providência Divina surpreendeu a todos com a decisão da Sra. Maria Alves de Sá Matos, de 88 anos de idade, e de sua filha Neuza Matos de doarem um terreno com a finalidade de abrigar idosos em estado de abandono. Elas procuraram o Pe. Pedro Koeller, Pároco da Catedral, que as encaminhou ao Arcebispo Dom Afonso Niheues, que sabiamente, lembrou da missão dos Padres Orionitas de realizar uma obra social na Arquidiocese de Florianópolis. E assim a Providência Divina, mais uma vez, se fez presente através do Espirito Santo, iluminando o Arcebispo ao nos encaminhar Dona Maria.

Foi assim que iniciou-se o processo de “construção” da Orionópolis Catarinense, sendo registrada oficialmente em cartório no dia 08 de março de 1989, e tendo como primeiro Diretor o Pe. Jaci Rocha Gonçalves. Dona Maria Alves de Sá Matos doou um terreno, sobre o qual está edificada uma antiga casa em estilo açoriano, situado na Rua Frederico Afonso 5568, em São José, Santa Catarina.

No dia 12 de março de 1990, foi realizada a missa em ação de graças com a Benção da Pedra Fundamental da Orionópolis Catarinense. A antiga casa, que já abrigou famílias e foi estábulo de animais, foi reformada e acolheu os primeiros moradores da instituição em março de 1991.

 

Sra. Maria Alves de Sá Matos

[cool-timeline layout=”default” animation=”none” date-format=”F j” icons=”NO” show-posts=”20″ skin=”default” order=”DESC” story-content=”short”]